top of page

Primeira do Litoral Norte, Residência Inclusiva de Caraguatatuba acolhe pessoas com deficiência


Inaugurada no ano passado, a Residência Inclusiva “Selma Meyer Fontes” de Caraguatatuba é a primeira do Litoral Norte voltada para o acolhimento de pessoas com deficiência (PcD) com idade entre 18 e 59 anos sem vínculos familiares.


Através de uma parceria entre Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Sepedi) e a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), o local acolhe hoje quatro pessoas com deficiência, com idades entre 21 e 52 anos.


O espaço tem capacidade para abrigar até 10 pessoas e foi criado com o objetivo de proporcionar um lar para pessoas com deficiência que não possuem família ou tenham elos rompidos, garantindo o direito a moradia digna e convívio comunitário. Eles recebem acompanhamento de fisioterapeuta, nutricionista, psicólogo e assistente social.


“Estou desde janeiro na casa e gosto muito. A gente não quer ficar aqui pra sempre, mas somos muito bem atendidos. Gosto das atividades no CIAPI e ficar jogando dominó aqui”, disse K.A.M.C, de 21 anos.


De acordo com o secretário da Sepedi, Amauri Toledo, o equipamento é importante para garantir a proteção de pessoas com deficiência em situação de vulnerabilidade.


“Termos a primeira Residência Inclusiva do Litoral Norte é motivo de orgulho para nós e graças ao empenho e sensibilidade do prefeito Aguilar Junior, conseguimos colocar esse projeto em prática. Esse é o lar de pessoas que não tem laços familiares, local onde proporcionamos acolhida, segurança e paz a essas pessoas”, disse Toledo.


Fonte: Secretaria de Comunicação/PMC

Foto: Divulgação/PMC

Comments


bottom of page