top of page

Prefeitura firma parceria entre secretarias e Fundo Social para fomentar desenvolvimento econômico



A Secretaria das Comunidades Tradicionais, Pesca e Agricultura da Prefeitura de Ilhabela firmou parceria com o Fundo Social de Solidariedade e com a Secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social para fomentar o desenvolvimento econômico das comunidades caiçaras da cidade.


A intenção é dar capacitação e infraestrutura às ações já existentes, como o artesanato em bambu da Ilha de Vitória e o cultivo do palmito Juçara na Ilha de Búzios, e identificar talentos e novas opções de arte nas demais comunidades para gerar renda às famílias.


“Vamos começar um trabalho em campo nas Comunidades para identificar quais cursos de qualificação profissional podemos levar aos moradores, de forma que possam atualizar e profissionalizar esse conhecimento para que, posteriormente, esse artesanato possa ser comercializado nos dois espaços que já estão sendo providenciados pela Prefeitura, exclusivamente para isso”, explica Eloísa Colucci, presidente do Fundo Social.


“Impulsionar o empreendedorismo para essas famílias é importante para garantirmos inclusão social e renda para essas pessoas”, completa Nanci Zanato, secretária de Desenvolvimento e Inclusão Social. Outra atividade que também deve ser fomentada é a criação de hortas orgânicas.


Prestando Contas


Essas e outras ações desenvolvidas e investimentos previstos pela Secretaria das Comunidades Tradicionais, Pesca e Agricultura de Ilhabela foram apresentadas pelo secretário Ezequiel Alves, em sessão ordinária da Câmara Municipal realizada na semana passada.

“Embora recém-criada, esta Secretaria está atenta às suas atribuições e, mesmo com a equipe reduzida, com o apoio e incentivo do prefeito Toninho Colucci, a pasta tem atuado em diversas frentes para garantir políticas públicas voltadas ao atendimento e garantia dos direitos fundamentais da comunidade tradicional caiçara e dos pescadores artesanais”, afirmou Ezequiel Alves.


Dentre as ações e investimentos, o secretário destacou a entrega das 20 Casas Caiçaras (de um total de 30), inclusive a Casa do Projeto Juçara, que será mais uma fonte de geração de emprego e renda na comunidade tradicional de Guanxumas de Búzios.


Outra ação é a parceria junto à Associação de Maricultores do Estado de São Paulo (AMESP) com a oferta de cursos de criação de peixes, mexilhões, ostras vieiras e outros organismos aquáticos.


No Centro de Apoio ao Pescador foram realizadas 70 docagens de diversas embarcações pesqueiras de pequeno, médio e grande porte, de junho de 2022 a janeiro de 2023, tendo a fila zerada. Foi adquirido também no espaço um trator para auxílio, além de diversos equipamentos (tendas, torneiras, bombas de porão, patescas).


Na comunidade tradicional do Bonete, a pasta municipal acompanha a instalação dos biodigestores, bem como a finalização da cobertura da quadra e, em breve, será instalada a Praça e Academia ao Ar Livre.


Em Castelhanos e no Bonete é realizado o monitoramento e melhoria do sistema de captação de água, bem como foram entregues dois quadriciclos para execução dos trabalhos de manutenção nas Comunidades do Bonete e Castelhanos. Vale destacar que, em Castelhanos serão trocados os encanamentos e feita a instalação de válvulas de controle de fluxo, boias e instalação de caixas de água, assim como a manutenção das câmaras frias, incluindo a da Praia da Fome.


Nos futuros investimentos, a Prefeitura de Ilhabela já deu início ao processo licitatório para a instalação do Entreposto Pesqueiro no Perequê; aquisição das carretas do Centro de Apoio ao Pescador; construção de abrigo para receber um gerador de energia elétrica e um guincho para docagem de embarcações na comunidade da Serraria; criação do Serviço de Inspeção Municipal (S.I.M.) através de adesão ao Consórcio 3 Rios, permitindo a compra de pescado produzido em Ilhabela para atender a merenda escolar e expandir a comercialização para 12 cidades.


Vale ressaltar ainda, que a secretaria atua em ações intersetoriais com as demais pastas, como por exemplo, a Saúde, que realiza visitas às terças e quintas-feiras, de acordo com as condições climáticas, divididas em rotas setoriais garantindo, assim, o atendimento em todas as comunidades. A equipe multidisciplinar é formada por médico clínico geral, enfermeiro, técnico de enfermagem, assistente social, psicólogo, nutricionista, dentista e auxiliar. Médico pediatra também atende as rotas conforme a demanda.


Sobre a Secretaria


A Secretaria das Comunidades Tradicionais, Pesca e Agricultura é composta por 13 funcionários no seu quadro efetivo, 43 bolsistas do Programa S.O.S trabalho e quatro servidores comissionados. Ao todo, são 16 comunidades tradicionais atendidas, sendo elas: Bonete, Anchovas, Indaiauba, Saco do Sombrio, Figueira, Praia Vermelha, Praia Mansa, Praia da Fome, Castelhanos, Eustáquio, Guanxumas, Serraria, Ilha de Vitória, Guanxumas de Búzios, Porto do Meio/ Búzios e Poço Itapema.


Fonte: Assessoria de Imprensa/PMI

Foto: Divulgação/PMI

Comments


bottom of page