top of page

Ilhabela: Fundaci inaugura três exposições de artistas plásticas nesta sexta-feira

A partir desta sexta-feira (12) a Fundação Arte e Cultura de Ilhabela (Fundaci) apresenta três exposições inéditas. Duas delas serão realizadas no Centro Cultural Waldemar Belisário, na Vila, que vai receber o trabalho das artistas plásticas Ana Canale, com uma coletânea de suas pinturas, e Mônica Nunes, que apresenta o conjunto de obras intitulado “Naturalmente Ser”.


      Na mesma data, a sede da fundação, também localizada na Vila, Centro Histórico, recebe o trabalho “Caminhos da Arte” de Gislene Oliveira da Silva. As obras das três artistas ficam em exposição até o dia 4 de fevereiro.


Sobre as artistas


      Gislene Oliveira da Silva, artista plástica, é natural de Poá – SP. Mudou-se com a família na década de 70 para o Litoral Norte, fixando residência em Ilhabela, tornando-se caiçara de coração. Desde criança já apresentava interesse e habilidade pelas artes, especialmente por desenho e pintura, desenvolvendo-se autodidata.


      Suas obras chegaram até duas cidades de La Coruña, na Espanha. Além disso, os trabalhos da artista já percorreram diversas cidades em muitos estados brasileiros. Participou em diversas oportunidades do Salão de Artes Plásticas “Waldemar Belisário”, onde chegou a ser premiada com o primeiro lugar na categoria Desenho.


      Ana Canale é artista plástica e mosaicista há 30 anos. Trabalha com muitos materiais e texturas e fez história em Ilhabela com inúmeros mosaicos públicos espalhados por toda a cidade. Seu trabalho mais conhecido e fotografado é o Píer da Vila, receptivo de transatlânticos famoso pelo charmoso mosaico de 84 m², contando a história do cotidiano da Ilha.


      Países como Itália, Canadá, Estados Unidos, Portugal e Inglaterra também abrigam alguns de seus trabalhos. Possuí diversas obras espalhadas pelo Brasil e foi premiada seis vezes em salões de arte, todos os prêmios na categoria “Técnica Mista”.


      Mônica Nunes é paulistana, formada pela Escola Panamericana de Arte e já foi premiada pelo Espaço de Pesquisas Artísticas (EPA) e pelo Serviço Social da Indústria (SESI). Mudou-se para Ilhabela em 2006, onde encontrou grande inspiração para sua pintura, expressando seus sinceros sentimentos à exuberância da natureza.


      Participou de vários Salões de Arte, como o Salão de Arte Waldemar Belisário. Além de desenvolver suas obras, dá aulas de pintura e acredita no poder terapêutico da arte. Quando criança, já sonhava em ser médica, ou “pintora de quadros”.


Serviço

Centro Cultural Waldemar Belizário, Av. Pedro de Paula Moraes,139, Vila (Centro Histórico).

Sede da Fundaci, Rua Dr. Carvalho, 80, Vila (Centro Histórico).


Fonte: Assessoria de Imprensa/PMI

Foto: Divulgação/PMI

Comments


bottom of page