top of page

Famílias de São Sebastião atingidas por temporal recebem chaves de apartamentos em Bertioga



A Prefeitura de São Sebastião iniciou, na segunda-feira (13), a transferência de 37 pessoas de dez famílias para o Conjunto Habitacional Caminho das Flores, em Bertioga, localizado no bairro Quaresmeira, em Bertioga. Até o final desta semana, outras 60 famílias seguem para a nova residência.

A iniciativa é coordenada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SDUH), através da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU).

A medida faz parte da cessão de 300 unidades habitacionais em parceria com a entidade Frente Paulista de Habitação Popular do Estado, que serão disponibilizadas por oito meses às vítimas das chuvas que afetaram o município. A ação foi tomada em caráter emergencial e deve beneficiar cerca de 1.200 pessoas.

Desde o início da manhã de segunda-feira, o trabalho foi para a retirada dos móveis de algumas casas e a entrega no novo endereço. O primeiro a receber as chaves foi o construtor Elmo Teixeira de Oliveira, 52 anos, juntamente com sua esposa, a doméstica Maria do Espírito Santo da Silva Soares, 47 anos.

Ainda lembrando do dia 19 de fevereiro, os dois acompanharam a retirada dos móveis e a esperança da chegada em um novo lar. “Vai ser um recomeço para a gente. Vamos nos adaptar à mudança”, disse Oliveira, que há 24 anos morava na Vila Sahy. “Vamos conseguir. Ao menos estamos todos vivos”, acrescentou, recordando da noite em que precisou pular muros com a esposa e o filho. “Deus nos deu uma nova oportunidade e só tenho a agradecer”, disse ao receber as chaves do imóvel.

Quem também chegou em Bertioga foi o caseiro José Marcio Silva Nascimento, 45 anos, casado e pai de dois filhos, sendo um no segundo ano e o outro que entrou na faculdade este ano. “Viemos porque era a solução e ficar muito tempo em uma pousada estava cansativo. Inicialmente, vamos ficar um pouco na casa do patrão e outros dias vir para cá até definir a questão da escola do meu filho mais novo”, contou ele que trabalha na Praia da Baleia.

Na segunda, também foi dia de visita aos apartamentos cedidos pelo governo do Estado e o auxiliar de serviços gerais, Gilmar Santos Nascimento, 45 anos, foi com a esposa verificar o espaço. “Nós estamos na casa dos sogros e minha casa será desmontada. “Viemos ver o apartamento e é bem melhor do que imaginávamos”, disse ele que agora vai conversar com a esposa sobre a possível mudança”.

De acordo com a CDHU, até a próxima sexta-feira (17), mais 60 famílias estão agendadas para se mudarem para os apartamentos, sendo 15 por dia. A administração disponibilizou caminhões para que os moradores pudessem levar seus móveis para a nova moradia.

De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação essas famílias devem permanecer nos apartamentos pelos próximos oito meses, enquanto viabiliza a construção de unidades permanentes em São Sebastião, conforme o planejamento do Governo de São Paulo.

O prefeito Felipe Augusto agradeceu o apoio do governador Tarcísio de Freitas que, além desses apartamentos, anunciou nesta segunda-feira a assinatura de contrato para início imediato da construção de mais de 500 apartamentos no bairro da Baleia Verde, na Costa Sul de São Sebastião. As unidades habitacionais vão atender famílias que perderam suas casas com as fortes chuvas e consequentes deslizamentos que atingiram o Litoral Paulista durante o Carnaval.

“Assinamos contratos de construção desses primeiros apartamentos. A ideia é que eles sejam construídos com tecnologia modular para comprimir o tempo de construção", afirmou Tarcísio de Freitas.

A previsão é de que as moradias possam ser entregues em até 150 dias após o início das obras, que envolvem implantação de infraestrutura, estabelecimento das fundações das edificações e construção das lajes.

"Queremos entregar esses apartamentos com os eletrodomésticos doados pela iniciativa privada, micro-ondas, geladeira e fogão. Isso vai dar esperança para aquelas pessoas que perderam tudo", destacou o governador.

Cada uma das 300 unidades de Bertioga tem área útil de 43,23 metros quadrados, com dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. Também contam com piso cerâmico em toda edificação, azulejo no banheiro e na cozinha, sistema individualizado de consumo de água, gás e eletricidade.


Fonte: Mara Cirino - Departamento de Comunicação/PMSS

Foto: Divulgação/PMSS

Comments


bottom of page