top of page

Exposição “Submergir para emergir” recebeu centenas de visitantes na primeira semana de visitação



A exposição “Submergir para emergir”, das artistas Ana Canale, Marta Chamarelli e Mônica Nunes segue disponível para visitação no Centro Cultural Waldemar Belisário até o dia 1º de janeiro de 2023 e já contou com centenas de visitantes na primeira semana de exibição.


A exposição é composta pela soma de artistas talentosas, com obras em cerâmica, pinturas e mosaicos, refletindo visões diferentes de mundo que são traduzidas em formato de arte, esbanjando talento, resiliência, força e fé.


Talentos

A artista Marta Chamarelli, é uma ceramista nascida no interior e mora em Ilhabela desde 1981. Seu primeiro contato com o barro foi ao trabalhar com uma ceramista local, depois aprimorou seus conhecimentos fazendo diversos cursos e hoje cria peças na oficina Cerâmica Maria de Barro, além de ministrar cursos.


A pintora Mônica Nunes vive em Ilhabela há 18 anos e participou de vários salões de arte, muitos deles em Ilhabela, como o Salão Waldemar Belisário, além de ter sido premiada no III Anual de Artes do Sesi/SP e no Jubileu de Prata da EPA. Atualmente, além de desenvolver suas obras de arte, também atua como professora de pintura no Fundo Social de Solidariedade de Ilhabela.


A mosaicista, Ana Canale, é responsável por inúmeros mosaicos distribuídos pelos espaços públicos de Ilhabela, tendo como trabalho mais conhecido o receptivo de transatlânticos, Píer da Vila. Seus trabalhos estão presentes em países como: Itália, Canadá, Estados Unidos, Portugal e Inglaterra.


Serviço

O Centro Cultural Waldemar Belisário fica localizado na Rua da Padroeira, nº 140, Centro – Vila.


Fonte: Assessoria de Imprensa/PMI

Arte: Divulgação/PMI

Comments


bottom of page