top of page

Começa campanha de prevenção à tuberculose em Ubatuba



Na última esta sexta-feira (17), começou a primeira fase de intensificação de prevenção e busca ativa de casos de tuberculose em Ubatuba. A ação visa informar a população sobre a doença e busca identificar novos casos para ampliar o acesso ao tratamento da doença. Em Ubatuba, é registrada uma média de 40 casos por ano.


Segundo a coordenadora da Vigilância Epidemiológica (Viep), enfermeira Alyne Ambrogi, as equipes de saúde estarão intensificando ações de busca ativa de pessoas com sintomas sugestivos de tuberculose e solicitação de exames.


“A busca ativa é feita por meio de questionamentos sobre os principais sintomas, como tosse há mais de duas semanas, perda de peso, febre baixa e se já houve contato com pessoas que já tiveram a doença”, explicou Alyne.


A tuberculose é uma doença provocada pelo Bacilo de Koch – um microrganismo que ataca, sobretudo, os pulmões, mas que pode ocorrer também em outras partes do corpo, como ossos e rins. Tosse por mais de duas semanas, acompanhada ou não de febre, suor noturno, falta de apetite, perda de peso, cansaço ou dor no peito, são sinais de alerta.


Pessoas que estejam apresentando esses sintomas devem buscar o quanto antes a unidade de saúde mais próxima da sua residência para investigar a doença. O diagnóstico é realizado principalmente através do exame de escarro.


Transmissão, prevenção e tratamento


A tuberculose é transmitida de pessoa a pessoa pelo ar. Quando alguém tem a doença no pulmão e espirra, tosse ou fala, pode espalhar as bactérias – que podem ser aspiradas por outra pessoa. A doença não é transmitida ao compartilhar talheres, copos, toalhas, banheiros e nem por contato físico.


A luz solar mata as bactérias e a ventilação as dispersa, por isso, ajudam a prevenir a doença. A vacina BCG, recomendada para menores de um ano, protege contra as formas mais graves da doença.


Ao ser diagnosticado, o paciente deve iniciar o tratamento e mantê-lo por um período mínimo de seis meses, tomando os devidos cuidados diariamente, sem interrupção, mesmo que os sintomas tenham desaparecido.


Mais informações podem ser obtidas junto à Vigilância Epidemiológica de Ubatuba pelo telefone (12) 3832-1548.


Fonte: Secretaria de Comunicação/PMU

Foto: Arte divulgação/PMU

Comments


bottom of page