top of page

Caraguatatuba implanta Centro de Acolhida Especial para pessoas em situação de rua



Caraguatatuba iniciou nessa terça-feira (14), mais um serviço pioneiro na região, o Centro de Acolhida Especial (CAE) para pessoas em situação de rua. Com isto, o município soma três espaços para acolhimento deste público.


O diferencial deste serviço, mais conhecido como albergue, é que o regime de atendimento será noturno. O projeto é administrado por meio de uma entidade conveniada com a Prefeitura, e oferece dormitório, alimentação e higiene pessoal.


São ofertadas 30 vagas, para homens e mulheres em situação de rua, seja por motivos de abandono, migração, ausência de residência, sem condições de autossustento ou diversas outras situações. O abrigamento é encaminhado através do serviço de abordagem social ou pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas).


Segundo Evair Ribeiro, presidente e coordenador da Restitui, o CAE é um serviço temporário, onde as pessoas ficam um período, enquanto a equipe multiprofissional trabalha no atendimento com os encaminhamentos necessários, buscando a garantia dos direitos e a humanização do individuo. “Temos que desmistificar o preconceito com a população adulta de rua e fazê-los sair dessa condição com dignidade”, destacou.


O prefeito Aguilar Junior visitou o espaço e ressaltou ser uma conquista aguardada há muitos anos, colocada em prática no melhor momento, com a garantia de melhores condições a essa população, através de uma instituição comprometida com este trabalho.


O prefeito considerou como mais um avanço nas políticas públicas sociais, colocando Caraguatatuba mais uma vez a frente das outras cidades. “É preciso acolher, entender e mostrar às pessoas em situação de rua que estamos preocupados em tirá-los dessa situação e resgatar sua dignidade e autonomia, com apoio da segurança pública, para atender de fato quem está em busca de uma nova chance”, disse.


Além disso, o município possui outras duas casas de passagem com atendimento multiprofissional, alimentação completa, encaminhamento médico e psiquiátrico e tentativas de reintegração à sociedade, encaminhamentos para internação (dependência química), regularização de documentos e benefícios e retorno à cidade de origem.


Como ajudar de maneira correta?


Ao deparar-se com pessoas em situação de rua o cidadão ou entidade que deseja ajudar deve entrar em contato com as equipes da Prefeitura que tomarão as devidas providências.


O serviço especializado é ofertado de forma continuada. As equipes são compostas por assistente sociais e educadores sociais que percorrem a cidade, de segunda à sexta-feira, das 8h às 23h, e aos sábados, domingos e feriados em horários alternados.


Quando a situação envolver brigas, ameaças, atos de vandalismo ou qualquer tipo de violência a orientação é acionar imediatamente a Polícia Militar pelo 190.


Serviço:


Casa de Passagem Masculina – Rua: Banco Itaú, 202 – Porto Novo

Centro de Acolhimento Temporário Feminino e Famílias – Rua: Antonio Francisco Peliciar, 955 – Cantagalo

CREAS – Centro de Referência Especializado de Assistência Social – Rua: Senador Feijó, 165 – Jardim Aruan. Telefone: (12) 3886-2956

Restitui – (12) 3600-2962 / (12) 99601-9403


Fonte: Secretaria de Comunicação/PMC

Foto: Divulgação/PMC

留言


bottom of page