top of page

Agências parceiras fazem mais de 6,4 mil atendimentos em São Sebastião com escritórios móveis



Desde o fatídico dia 19 de fevereiro quando choveu o maior volume de água já registrado no País em 24 horas, São Sebastião tem recebido ajudas humanitárias e de agências de serviços públicos e bancários que trouxeram escritórios móveis para facilitar o atendimento da comunidade atingida.


Isso porque muita gente perdeu todos os seus documentos, ficou sem água, energia e nem consegue se deslocar para atendimentos básicos em bancos, por exemplo. Desta forma, logo após a tragédia até esta sexta-feira (10) foram registrados mais de 6,4 mil atendimentos em agências como Poupatempo, Sebrae, EDP, Sabesp, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal.


Somente pelo Poupatempo, o governo do Estado emitiu 3,5 mil documentos, entre RGs e CNHs, na unidade móvel instalada na Vila do Sahy, na Costa Sul, bairro mais atingido pelas fortes chuvas do último feriado de Carnaval.


Isso porque, com os deslizamentos de encostas, um grande número de pessoas ficou desabrigada e todas foram rapidamente hospedadas em pousadas e hotéis locais pelo Estado, mas a água e a lama também danificaram pertences e os documentos dos moradores da região foram perdidos. A segunda via desses documentos pode ser emitida sem custo, de forma rápida e segura.


Caixa Econômica Federal


A Unidade Móvel da Caixa Econômica Federal (CEF) chegou no dia 28 de fevereiro e segue na Barra do Sahy até o dia 31 de março, na Avenida Adelino Tavares, 331, ao lado da Associação Amigos Barra do Sahy. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira, das 9h às 15h.


Para este serviço, estão sendo distribuídas 150 senhas por dia e as pessoas podem usufruir dos mesmos atendimentos de uma agência, como: atendimento aos beneficiários dos programas sociais, senha de beneficiários do INSS, abono salarial (PIS), FGTS, auxílio na utilização dos aplicativos Caixa, desbloqueio de cartão e senha de contas, dentre outros.


A movimentação de dinheiro em espécie está disponível por meio de caixa eletrônico instalado no caminhão. De acordo com informe da Caixa à Prefeitura, 80% das pessoas buscam por atualização de APP do FGTS e Caixa Tem. Outro dado interessante é que até o momento 260 trabalhadores já deram entrada no FGTS Calamidade.


Banco do Brasil


Já a unidade móvel do Banco do Brasil (BB) começa a funcionar na próxima segunda-feira (13), das 10h às 15h, na Rua José Ferro, 1.100, trevo de Juquehy. Lá, as pessoas podem pedir a emissão de CPF, entrega de cartões pré-impressos de crédito e movimentação de conta corrente, abertura de conta, assessoria financeira, renegociação de débitos, empréstimos pessoa física, crédito consignado e Pronampe para pessoa jurídica.


Lembrando que alguns produtos estão sujeitos à análise de crédito e condicionantes da linha. O BB Móvel conta ainda com um terminal de autoatendimento para consultas e transações sem numerário, portanto, a unidade não possui serviços de saque e depósito.


Sabesp


A Unidade Móvel da Sabesp está prevista para retornar a Boiçucanga na segunda-feira (13), ficando em Boicucanga, na Praça Elpídio Romão Teixeira, 220, em frente à Escola Estadual Walkir Vergani, das 10h às 16h. Os interessados podem solicitar qualquer serviço, informação ou alteração cadastral e solicitar novas ligações e demais serviços.


EDP


Já a Van da Boa Energia da EDP está também no espaço da Associação Amigos Barra do Sahy, na Avenida Adelino Tavares, 331, onde permanece até o próximo dia 17 de março. A comunidade pode se informar e pedir Tarifa Social, solicitação de segunda via, solicitação de desligamento da energia e transferência de titularidade.


Sebrae


Quem também levou seus serviços para a Costa Sul foi o Sebrae, que com seis viaturas pode atender os bairros Barra do Sahy, Juquehy e Baleia, com o objetivo unir forças para ajudar e apoiar as micro e pequenas empresas afetadas pela tragédia das fortes chuvas. Foram pelo menos 1.250 cadastrados para a assessoria.


O órgão está com a iniciativa SOS Empresa – ReConstruir, que tem por objetivo unir forças para ajudar e apoiar as micro e pequenas empresas afetadas pela tragédia das fortes chuvas. O atendimento está sendo realizado em unidades móveis instaladas nos bairros Barra do Sahy, Juquehy e Baleia.


O primeiro trabalho da equipe do SEBRAE foi o mapeamento dos comércios para buscar entender, em detalhes, a quantidade de pequenos negócios prejudicados, ramos de atividades, nível de impacto e a estimativa de prejuízo e investimento necessário para recomeçar.


Com estes dados, o Sebrae-SP dará início a uma corrente de cooperação envolvendo a própria entidade e parceiros do Estado de São Paulo. O Sebrae não opera linhas de crédito, mas fomenta o acesso a crédito de forma consciente por meio de assessores da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) e ajuda os comerciantes a reorganizar a gestão empresarial e o estoque de produtos.


As iniciativas no município contam com a parceria da Secretaria de Turismo (SETUR), Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Social (SEDES) e Defesa Civil Municipal.


Fonte: Departamento de Comunicação/PMSS

Foto: Divulgação/PMSS

bottom of page